Skip to content
repertório dos paradigmas de som

Crescendo, diminuendo, fading, vaga

O termo fader é a designação anglófona para o potenciómetro, que regula a intensidade do som nos aparelhos electroacústicos. Daí as expressões fade-in e fade-out, que equivalem às expressões portuguesas «aumento de potência» ou crescendo e «diminuição de potência» ou diminuendo.

Este grupo de efeitos distingue-se do corte por dois motivos:

Um caso particular é o diminuendo que se prolonga até à extinção total do som, comummente designada fade-out.

Os sentidos estão de tal forma preparados para entenderem as relações dinâmicas estendidas no tempo (das quais o som é um exemplo típico), que não é possível experimentar um crescendo/diminuendo sem experimentar uma reacção emocional, ou até motora, de algum tipo. Assim, por exemplo, o afastamento progressivo de alguém ou algum lugar é naturalmente associado ao diminuendo. Um efeito do mesmo tipo, mas de sentido inverso, acontece quando nos aproximamos de um lugar ou de uma pessoa. Por exemplo, se vamos ao encontro de alguém que está a falar, à medida que nos aproximamos ocorre uma espécie de crescendo visual (efeito de perspectiva), acompanhado de uma espectativa crescente (ou algo semelhante) e essa sensação, que é física, encontra correspondência na percepção sonora.

A vaga

A vaga consiste num movimento dinâmico cíclico de crescendo, ponto máximo, diminuendo precedido ou não de um ponto de ruptura rápida. O termo escolhido justifica-se pelo facto de as ondas do mar constituírem um exemplo típico do efeito de vaga. Neste caso particular o efeito resulta das próprias características da fonte sonora. Noutros casos pode ser provocado pelos meios de propagação – por exemplo, rajadas de vento que continuamente levam e trazem o som.

A vaga distingue-se do trémulo e do vibrato por ser uma oscilação dinâmica mais lenta.

No repertório de efeitos de Augoyard a vaga merece um lugar à parte. Aqui, uma vez que sistematizámos todos os efeitos dinâmicos num só paradigma, é vista como um caso particular.


Outros efeitos de tipo dinâmico:

Rui Viana Pereira, 2000 ► última revisão: 26-03-2023
visitas: 1

This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website